Páginas

13/08/2010

Evite consumir mais calorias do que seu corpo necessita


As tentações culinárias aparecem todos os dias - às vezes mais de uma vez. É o almoço de negócios, o jantar com os amigos, o churrasco no fim de semana. E com isso, adeus dieta.

Essa e muitas outras situações sociais, da happy hour ao café com bolachinhas no escritório, estão no centro de várias pesquisas feitas pelo mundo afora com o objetivo de responder a uma polêmica questão: por que comemos mais do que precisamos?

"O fator comportamental é, sem dúvida, relevante nos momentos de gula impensada", afirma a endocrinologista Ellen Simone Paiva, de São Paulo.

Além do caráter social ao festivo é preciso levar em conta que certas emoções, como ansiedade, tristeza e insegurança, fazem que com que busquemos alimentos considerados desnecessários pelo hipotálamo, a parte do cérebro que comanda a fome fisiológica, aquela que nos faz sobreviver.

"O problema é a fome emocional, que nos induz a ingerir alimentos ricos em carboidratos, responsáveis por acalmar esses sentimentos."

Mas não fique preocupado. Esse comer emocional só tem conotação patológica quando se torna uma triste rotina - alguém que "se entope" de comida to dos os dias sozinha na frente da TV, por exemplo.

Enfiar o pé na jaca de vez em quando não faz um estrago violento na silhueta. "O comer festivo não é tão perigoso quanto o comer triste, e é mais fácil de ser controlado", diz a médica.

Festejar sem colocar a dieta em risco


É ótimo encontrar os amigos para uma happy hour, mas esse momento de relax pode engordar. Estudos feitos na Universidade do Texas, nos Estados Unidos, mostram que compartilhar uma refeição com um amigo faz com que as pessoas comam 33% mais do que se estivessem sozinhas.

"Além disso, como há uma tendência a acompanhar o grupo, normalmente ingerimos a comida mais rápido, o que dificulta a digestão", alerta a endocrinologista Vânia Assaly, de São Paulo. Até mesmo o cafezinho com a colega do escritório pode ser perigoso, ainda mais se for servido com biscoitos.

Mais uma vez Brian Wansink fez boas descobertas. Ele deu um pote transparente com chocolate para um grupo de secretárias e um opaco, com o mesmo conteúdo, para outro.

Ao fim de uma semana, o grupo do pote transparente havia ingerido 70% mais do que as outras participantes. Wansink calculou que essas "gulosas" poderiam engordar 10 quilos em um ano, caso mantivessem o hábito de comer chocolate à tarde.

"O estímulo visual provoca alterações no cérebro que turbinam o apetite. Portanto, evite deixar petiscos à vista, principalmente na área de trabalho", sugere Vânia Assaly.

Fonte: CITEN

2 comentários:

Caia disse...

Boas dicas :D

Andreia Arantes disse...

Adorei...as dicas são muito úteis!

Related Posts with Thumbnails